Preso injustamente, morador de Venda Nova será indenizado com R$ 35 mil

Por Will Araújo

Um homem, morador de Venda Nova e réu em um processo de execução de alimentos extinto em 2012, sem resolução de mérito, foi preso ilegalmente em junho de 2016

À época, o homem ficou na cadeia por sete dias, teve de deixar o presídio em São Joaquim de Bicas no início da madrugada e andar por cerca de 50 km até chegar na própria residência em Venda Nova, Belo Horizonte.

A ilegalidade aconteceu porque mesmo as partes deixando de dar o andamento que o processo de execução de alimentos necessitava (o que o extinguiu), o mandato de prisão não foi recolhido.

Inicialmente, a indenização foi estipulada em R$ 10 mil, mas a vítima alegou ter sofrido humilhação pública, pois foi preso diante de centenas de pessoas enquanto tentava retirar uma certidão na Unidade de Atendimento Integrado do Shopping Norte (Uai Shopping Norte).

Jornal Norte Livre, o jornal de Venda Nova