Assustados

O Conselho Municipal de Saúde de BH realizou uma plenária on-line nesta sexta (29) para denunciar o que chamou de destruição arbitrária da Maternidade Leonina Leonor, em Venda Nova, por parte da Prefeitura de Belo Horizonte.

Falta demanda?

A Maternidade Leonina Leonor está pronta desde 2008, mas nunca foi aberta. A prefeitura sempre alegou que não há demanda para mais uma unidade do tipo em Belo Horizonte.

“O conselho não é contra a construção desse centro, desde que garanta o parto humanizado. (Essa destruição) foi um desrespeito ao Conselho, às mulheres e ao SUS de BH. Unilateralmente, o prefeito (Alexandre Kalil, PSD) e o secretário municipal de Saúde (Jackson Machado Pinto) não podem destruir essa conquista do povo de Belo Horizonte”, afirmou na plenária o secretário-geral do Conselho Municipal de Saúde, Bruno Pedralva.