Vila do Índio 2019 - Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre
Publicidade

Em estudo publicado na quinta-feira (16), a equipe do Observatório de Saúde Urbana de Belo Horizonte (OsuBH), da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), correlacionou o aumento das internações por síndrome respiratória aguda grave (SRGA) por Covid-19 (novo coronavírus), ou por outros patógenos, com o risco social e as diferentes situações de habitação dos moradores da capital.

Conforme relatório, em regiões com mais internações, as condições de habitabilidade e os índices de vulnerabilidade social e de saúde “podem explicar as taxas e risco mais elevado nesta população mais desprovida de acesso a bens e serviços”.

Em Venda Nova e outras regionais, segundo resultados, o perigo de internações por SRAG (por Covid-19 ou por outros patógenos) aumenta muito em locais limítrofes com importantes vilas e aglomerados da cidade. Veja abaixo a evolução nos mapas de calor das internações.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Segundo o estudo, tendência de casos de internação nos Bairros Piratininga, Rio Branco, Jardim Leblon, São João Batista, Maria Helena, parte do Santa Mônica e Vila Apolônia é muita alta. Já no Bairro Minas Caixa ela se mantém alta.

Outra relação do estudo é com o Índice de Vulnerabilidade de Saúde (IVS) construído pela Secretaria Municipal de Belo Horizonte em 2012. Os dados demonstram que o contexto urbano (saneamento e moradia) e indicadores sociais dividem as regiões em Baixo, Médio, Elevado e Muito Elevado o perigo de adoecer e morrer na cidade. Veja abaixo o mapa de IVS.

Índice de Vulnerabilidade da Saúde em Belo Horizonte, 2012. – Fonte: InfoCOVID n.4 – OSUBH

Os números obtidos pela pesquisa apontam a necessidade “direcionar, por parte dos gestores, atenção especial à população vulnerável residentes nas vilas e favelas da cidade, por meio de medidas preventivas e de proteção social e à saúde, a partir da escuta da população. Dessa forma, importante também seria garantir o acesso ao diagnóstico e à assistência integral e de qualidade, tanto no âmbito ambulatorial como hospitalar”.

Veja aqui a íntegra dos estudos.

Você é de Venda Nova?

Siga nossas redes sociais e fique por dentro do que acontece perto de você. Jornal Norte Livre, o Jornal de Venda Nova.

50 mortes

Nesta sexta-feira (17), Venda Nova se tornou a primeira Regional de Belo Horizonte a atingir a marca de 50 óbitos por Covid-19. Os números são do último boletim epidemiológico publicado pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Na quarta-feira (15), a Regional alcançou o topo de mortes ocasionadas pelo novo coronavírus na cidade. Agora, registra mais de 45 óbitos em menos de 30 dias (entre o dia 19 de junho e 17 de julho).

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui