Vista do Bairro Mantiqueira, em Venda Nova, que lidera número de mortes por COVID-19, conforme boletim da PBH. Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre.
Vista do Bairro Mantiqueira, em Venda Nova, que lidera número de mortes por COVID-19, conforme boletim da PBH. Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre.
Publicidade

Venda Nova chegou a marca de 300 mortes por COVID-19, conforme boletim epidemiológico e assistencial da Prefeitura de Belo Horizonte divulgado nessa sexta (19). De acordo com o documento, a Regional soma 306 óbitos pela doença.

A Regional soma, até esse boletim, 1.241 casos graves da virose. Desses, 24,6% resultaram em mortes.

Venda Nova foi a sétima Regional a bater a marca de 300 mortes por COVID-19. Portanto, apenas duas de BH ainda não chegaram a essa quantidade: Norte e Pampulha.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Belo Horizonte vive seu pior momento desde o início da pandemia. A ocupação dos leitos de UTI para COVID-19 está em 100,8%.

Portanto, há mais pacientes necessitando dessas unidades do que os hospitais e UPAs podem oferecer. Na prática, essas pessoas ficam, por exemplo, intubadas em enfermarias ou outros espaços das unidades de saúde.

A ocupação das enfermarias também é crítica. Mas, é inferior à das UTIs: 89,7%.

Na rede suplementar, não existem mais leitos de enfermaria e de UTI vagos. Esses dados incluem, por exemplo, o Hospital Risoleta Tolentino Neves, entre Venda Nova e a Região Norte de BH.

De acordo com o hospital, não há mais leitos de UTI e de enfermaria disponíveis no Risoleta. São 19 UTIs e 48 enfermarias. Os dados são das 7h desta segunda.

Outro indicador fundamental é o número médio de transmissão por infectado. O fator RT está em 1,22. Portanto, a cada 100 pessoas com COVID-19, mais 122 contraem o vírus.

Festa irregular

Na semana passada, o Jornal Norte Livre noticiou que a Guarda Municipal identificou uma festa com 100 pessoas em Venda Nova. O fato aconteceu no Bairro Céu Azul.

A festa acontecia na Rua Radialista Margarida Maciel, 463. Os agentes desmobilizaram a festividade. O responsável pelo evento terá que responder pelo crime contra a saúde pública.

UPAs só atendem COVID-19

A partir desta segunda (22), as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de Belo Horizonte só vão atender a casos de COVID-19. A informação é do secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto.

Portanto, a medida também afeta a UPA Venda Nova. De acordo com Jackson, um centro de saúde de cada Regional vai prestar apoio às UPAs.

Saiba mais

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui