Imagens: Aécio (Turminha Alegre) - Fonte: Marcinho Bozó e Rosina
Publicidade

No domingo (19), o projeto idealizado por Márcio A. dos Santos, de 60 anos, funcionário aposentado pelos Correios e Telégrafos, teve o primeiro resultado: 50 esteiras feitas com caixas de leite longa vida foram entregues a moradores em situação de rua em Belo Horizonte. Entretanto, além do material para ajudar na proteção contra o frio típico dos meses de junho e julho, a população carente recebeu marmitas e cobertores.

A ideia surgiu em 23 de junho, quando Márcio (apelidado de Marcinho Bozó pelos amigos do Bairro Mantiqueira) viu uma sacola impermeável feita com caixas vazias de leite longa vida. O morador de Venda Nova decidiu usar o mesmo material para produzir uma esteira que sirva de superfície impermeável e ainda mantenha o calor.

Contudo, para fabricar as esteiras, Marcinho precisava dos seguintes materiais:
– 300 metros de fita para acabamento
– Cinco galões de cinco litros de cola de sapateiro
– Cinco rolos de linha de nylon com 100 metros cada
– 1.750 caixas vazias de leite longa vida
– Uma máquina de costura semi-industrial emprestada.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Para divulgar o projeto, Marcinho buscou a ajuda do Jornal Norte Livre e conseguiu 1.350 caixinhas de leite, dois galões de cinco litros de cola de sapateiro e dois rolos de cinquenta metros de fita para acabamento. Além disso, fez parceria com a iniciativa Turminha Alegre, a qual doou 180 marmitas com suco, sobremesa, máscaras e roupas.

Turminha Alegre – Imagens: Aécio (Turminha Alegre)

“Recebi um vídeo do trabalho do Marcinho e telefonei para ele na intenção de doar as caixas de leite que havíamos captado para cobertura do toldo de nossa sede. Falei da nossa ação ‘Marmitas Solidárias’ e Marcinho propôs distribuirmos as pranchas no dia. As pranchas agradaram muito a população de rua. É uma novidade feita com capricho e qualidade. A prancha foi testada por Marcinho e tem boa resistência”, afirmou Rosina P. dos Santos, presidente do grupo.

A Tacom, projetos de bilhetagem inteligente, viu a demanda de Marcinho pelo Jornal Norte Livre e cedeu 50 cobertores de casal. A doação foi feita pela diretoria administrativa, na figura de Cláudia Braga, e integra uma campanha cumprida há anos pela empresa, a qual distribui, entre maio e julho, em diversos locais, 500 unidades das mantas.

A iniciativa de Marcinho culminou nas doações feitas pelas vias Antônio Carlos, Américo Vespúcio, Cristiano Machado e Carlos Luz. Conforme o ex-funcionário dos Correios e Telégrafos, “uma caixinha não é nada, mas várias fazem a diferença”.


Você é de Venda Nova?

Siga nossas redes sociais e fique por dentro do que acontece perto de você. Jornal Norte Livre, o Jornal de Venda Nova.


Serviço

Contatos Turminha Alegre, organização sem fins lucrativos:
– @grupoturminhaalegre
– Tel: 31 34361412
– (31) 9986750288
– turminhaalegre@hotmail.com

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

2 COMENTÁRIOS

  1. Me sinto feliz por ser amiga do Marcinho,do grupo q ele criou(Amigos do Marcinho Bozo),ele é um cara incrível, simples,mto prestativo e amável.Somos a velha guarda do Mantiqueira e sinto mto orgulho dele.

  2. Nós do @grupoturminhaalegre, nos sentimos honrados em poder fazer parte de iniciativas de solidariedade e fraternidade. Nossas portas estão abertas para interessados em conhecer nossa história, nossos projetos e iniciativas. Contamos com um grupo de voluntários dedicados em fazer a diferença na vida do próximo.
    Obrigado ao Marcinho por nos envolver nessa iniciativa, e a todos que participaram nesse dia. Agradecemos também ao Will Araújo, por dar publicidade a ações dessa natureza. Ações assim, estimulam o envolvimento de novos atores sociais, e em momentos tão difíceis como os de agora é importante unir forças.

    Presd. Rosina Pereira dos Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui