Vacinação é saída para se prevenir contra o sarampo. Foto: Venilton Küchler/SESA/Agência Brasil.
Vacinação é saída para se prevenir contra o sarampo. Foto: Venilton Küchler/SESA/Agência Brasil.
Publicidade

Nova operação contra a doença que voltou a assustar os brasileiros. Começa, nesta segunda-feira (10), a campanha nacional contra o sarampo. Em Venda Nova, assim como em toda Belo Horizonte, todos os centros de saúde estão disponíveis para imunizar a população.

Só deverão se dirigir aos postos crianças e jovens entre 5 e 19 anos que nunca foram vacinados ou não tomaram todas as doses da vacina. Vale lembrar que a imunização deve ser feita em duas etapas.

A expectativa da prefeitura é vacinar cerca de 180 mil pessoas e aumentar a cobertura vacinal na cidade. Atualmente, a faixa-etária com menor índice de vacinação da segunda dose é de adolescentes com 15 e 16 anos (29,8% de proteção), seguida por aqueles com 13 e 14 anos (57%), e jovens entre 17 e 19 anos (67%).

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

No ano passado, a capital mineira sofreu com a doença. No total, 52 casos foram confirmados: 15 importados de outras localidades e 37 autóctones, ou seja, contraídos dentro de Belo Horizonte.

Várias unidades de saúde foram fechadas às pressas no ano passado por conta da entrada de pacientes com os sintomas da doença. Isso porque o sarampo é transmitido facilmente: quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas.

BH não tinha casos autóctones confirmados da doença desde 1997. Neste ano, segundo a prefeitura, não há diagnósticos de sarampo na cidade.

Confira a lista dos postos de saúde em Venda Nova abaixo:

Sobrecadastro escolar

Ao mesmo tempo que inicia a campanha de vacinação contra o sarampo, a Prefeitura de BH vai realizar, nesta segunda e terça-feira (10 e 11), o sobrecadastro de alunos do Ensino Fundamental nas escolas da rede municipal.

O processo é válido somente para estudantes que moram em BH e não ocupam vagas na rede pública (municipal e estadual). Além disso, a inscrição vale para aqueles que realizaram o cadastro no ano passado mas mudaram de endereço desde então, ou seja, optar por uma escola que esteja mais próxima de casa.

O cadastro se estende, ainda, aos que informaram incorretamente a etapa de ensino para matrícula em 2020, isto é, informou o ano errado do aluno.

Todo o processo deverá ser feito no site da prefeitura (clique aqui para acessar).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui