Publicidade

Prefeitura abre vagas de emprego para PCDs; inscrições vão até sexta

São 156 vagas distribuídas em 27 trechos de Belo Horizonte, inclusive em Venda Nova; somente pessoas físicas domiciliadas em Belo Horizonte podem concorrer às vagas

Publicidade

Pessoas com deficiência (PCDs) em busca de uma oportunidade de emprego têm uma chance de ouro oferecida pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Vão até sexta-feira (26), as inscrições para os interessados em trabalhar com comércio nas ruas da cidade. Estão disponíveis 156 vagas, distribuídas em 27 trechos: 22 no Hipercentro, dois no Barreiro e três em Venda Nova. O edital pode ser acessado aqui.

Na Região de Venda Nova, a PBH oferece seis vagas. Duas na esquina das ruas Bernarda Silvestre e Geraldo Silva, no Bairro Rio Branco; mais duas na Rua Padre Pedro Pinto, no quarteirão entre as ruas Valter Campolina e Hildeu Santos, no Centro da regional; e outras duas possibilidades na esquina da Rua Antônio José dos Santos com a Rua João Gualberto dos Santos, no Bairro Céu Azul.

Os interessados devem comparecer ao BH Resolve (Rua Caetés, 342, Centro), das 9 às 17 horas, e entregar os seguintes documentos, em envelope lacrado: cópias de documento de identidade com foto (Carteira de Trabalho, RG ou CNH); CPF; comprovante de residência e requerimento de Participação no Chamamento Público (conforme previsto no anexo II do edital – página 13), devidamente preenchido.

Publicidade

Cada interessado poderá optar por apenas um dos pontos enumerados no edital. Na hipótese de o candidato se manifestar por mais de um ponto, a prefeitura excluirá um deles.

Só podem participar do edital pessoas físicas residentes em Belo Horizonte e maiores de 18 anos. Por isso, a necessidade de apresentar o comprovante de residência, que deve ter, no máximo, quatro meses de emissão.

Na impossibilidade de apresentação de comprovante de residência em seu nome, o interessado pode, excepcionalmente, apresentar o documento com titularidade diversa.

Neste caso, o comprovante de endereço deve estar acompanhado uma declaração. Nela,  o titular do documento deverá atestar, sob as penas da lei, que o interessado ao credenciamento reside no citado imóvel. O modelo da declaração também está disponível no edital (anexo III, na página 14).

Os habilitados serão convocados para comprovar a condição de deficiência, por meio da apresentação de pelo menos um dos seguintes documentos: avaliação médica preenchida por junta multidisciplinar de BH,  comprovando a condição de pessoa com deficiência (com modelo incluído no edital); e/ou cópia do Cartão de Cadastro BHBus, acompanhada do original para conferência.

As orientações para acesso à junta multidisciplinar serão publicadas posteriormente no Diário Oficial do Município (DOM).

Cada licenciado poderá exercer a função por um ano. O contrato pode ser renovado a cada ano, tendo validade de cinco anos no máximo. A taxa anual para ter direito ao serviço é de R$ 111,86.

Publicidade

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile