Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), em Ribeirão das Neves, terá nova titular. Foto: divulgação/PCMG.

A Delegacia Especializada de Crimes Contra a Mulher, o Idoso e o Adolescente (Deam) de Ribeirão das Neves, na Grande BH, tem nova titular. Nessa sexta (26), a Polícia Civil divulgou a nomeação de Cristiane Gaspari para o cargo. O anúncio foi feito pelo Instagram.

A nomeação aconteceu depois de reportagem especial do Jornal Norte Livre que denunciou a falha na delegacia (confira aqui o conteúdo completo). O problema persistia desde 17 de outubro do ano passado.

À época, a reportagem ouviu Marcela Menezes, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Ribeirão das Neves (CMDM/RN), sobre a limitação. Ela denunciou o que chamou de sucateamento da unidade responsável por investigar crimes contra a mulher.

“Precisamos de mais efetivo na Deam, o que inclui urgentemente a nomeação de uma delegada titular. Mas, também, precisamos de mais escrivães: só temos um inspetor, e quando ele entra de férias não tem reposição”, afirmou.

Cristiane Gaspari, a nova delegada, nasceu no Paraná. Ela integra o quadro de servidores da Polícia Civil desde 2013.

Até 2016, Cristiane trabalhou em Águas Formosas, no Vale do Mucuri. Depois, passou a trabalhar na 3ª Delegacia de Plantão de Ribeirão das Neves. Portanto, ela já conhece a dinâmica da cidade.

“Quando recebi o convite, me senti honrada em poder contribuir para o enfrentamento da violência doméstica, especialmente em tempos de pandemia, quando a mulher pode ter alguma dificuldade em buscar ajuda”, disse, em depoimento à instituição.

Cristiane Gaspari se especializou no atendimento à criança e ao adolescente vítimas de abuso sexual, por meio de um curso de capacitação. Em 2020, entrou em licença maternidade. Ao retornar, foi convidada a assumir a Deam de Ribeirão das Neves.

Volume de inquéritos na delegacia

No ano passado, lideranças do enfrentamento à violência contra a mulher de Neves encaminharam um ofício às autoridades para pedir a nomeação de uma nova delegada.

A carta clamava por soluções para os mais de cinco mil inquéritos que estão “parados”. No entanto, em nota, a Polícia Civil negou tal afirmação.

Para a instituição, esse volume inclui “procedimentos novos instaurados, em andamento e os não concluídos”, o que resulta em uma “média de quatro mil” inquéritos “em tramitação”. 

“Ou seja, cerca de três mil inquéritos são concluídos e remetidos à Justiça, mas novos aportam à delegacia todos os dias”, informou a PCMG.

Entrevista

Quando publicou a reportagem, o Norte Livre realizou uma entrevista ao vivo com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Ribeirão das Neves (CMDM/RN), Marcela Menezes. A presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Venda Nova, Cláudia Mara Ribeiro, também foi ouvida.

Confira o bate-papo no vídeo abaixo:

Saiba mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui