Cratera causada pela ação das chuvas
Cratera causada pela ação das chuvas "engoliu" carro no Santa Mônica. Foto: reprodução/WhatsApp.
Advertisement

As obras no Córrego do Nado (Lareira e Marimbondo) vieram para acabar com as enchentes nos bairros Santa Mônica e São João Batista, em Venda Nova. Contudo, desde que as intervenções no curso d’água começaram, motoristas têm sofrido com a falta de sinalização.

Pela segunda vez em pouco mais de um mês, um carro foi engolido por cratera aberta devido às obras realizadas pela Prefeitura de Belo Horizonte. O último caso aconteceu na última sexta-feira (15), na Rua Rui Barbosa, no Santa Mônica.

Segundo informações da Defesa Civil municipal, agentes do órgão estiveram no local na manhã desta segunda-feira (18).

Eles notificaram um morador próximo para que ele e sua família usem a entrada secundária do imóvel. A principal também sofreu com os danos causados pela cratera.


Você é de Venda Nova?

Morador(a) de Venda Nova, fique por dentro de notícias exclusivas e específicas da regional. Clique no botão ao lado/abaixo e siga o Jornal Norte Livre nas redes sociais.


Nas imagens é possível ver que a cratera se abriu ainda mais por causa dos efeitos da chuva. Só na última sexta caíram 18,6 milímetros de chuva em Venda Nova, o terceiro maior índice de Belo Horizonte.

Ao portal de notícias G1, o proprietário do veículo explicou que o carro estava estacionado e caiu no buraco depois que ele foi alargado por causa das chuvas.

O dono do Chevrolet Classic prata também disse que procurou operários e engenheiros responsáveis pela obra, mas eles informaram que a decisão precisa partir da prefeitura. As intervenções são conduzidas pela Engibras Engenharia, vencedora da licitação.


Leia também


Segundo um líder comunitário do Santa Mônica, o dono do carro impediu o fluxo de veículos na Rua Rui Barbosa com quatro outros carros. Justamente para impedir que os operários trabalhassem na obra sem que a PBH retire o veículo dele do buraco.

A reportagem procurou a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smobi), que informou que a responsabilidade de retirada do carro é do proprietário. Contudo, esclareceu que, após a abertura do boletim de ocorrência do dono com as autoridades policiais, “irá retirar o carro acompanhada pela polícia”.

A prefeitura também ressaltou que o carro foi “arrastado pela forte enxurrada”, não engolido. O Executivo municipal disse, ainda, que “a vala existente é do serviço de drenagem da via para resolver o problema de inundação da mesma”.

Além disso, a secretaria informou que a Rua Rui Barbosa estava com o “trânsito interditado e com material colocado formando uma ‘leira’, barreira de terra para desviar a chuva prevista”.

Outra cratera

No dia 11 de outubro deste ano, outro buraco engoliu um carro na Rua Hye Ribeiro, no São João Batista. A perfuração permanece no local até hoje, o que, segundo a Secretaria de Obras, faz parte das melhorias no Córrego Lareira.

Nesse primeiro caso, segundo relatos da própria condutora, que não quis se identificar, ela fazia uma conversão à esquerda, vindo da Rua Pastor Rui Franco para acessar a Hye Ribeiro.

Como uma motocicleta estava no sentido contrário, a condutora abriu a curva e, sem perceber a vala, sofreu o acidente. Apesar do susto e do prejuízo, ela não ficou ferida.

Proprietários de um bar localizado na Rua Hye Ribeiro contaram à reportagem que o buraco realmente não estava sinalizado. O carro envolvido no acidente, um Chevrolet Onix prata, ficou com as duas rodas dentro da vala e as outras duas para fora.

Curta e compartilhe nas redes sociais
42Shares