Fonte: Mohamed Hassan/Pixabay
Publicidade

Cristóvão Colombo escreveu seu nome na história ao descobrir as Américas, mas nenhum grande feito produz apenas admiração. Comumente, grandes conquistas também podem atrair inveja. Conta-se que em certa ocasião Colombo fora convidado a ocupar um posto de honra em um banquete. Em meio aos convidados da solenidade, havia pessoas enciumadas com o sucesso e prestígio do grande descobridor.

Em dado momento do evento, aproximou-se um homem impertinente e o interpelou: “Caso você não houvesse descoberto a América, não existem outros grandes homens na Espanha que seriam capazes de fazê-lo?”

Colombo preferiu não alimentar um embaraçoso imbróglio naquela ocasião que deveria ser de alegria e confraternização.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Contudo, resolveu dar uma resposta elegante àquela afronta. Levantou-se, pegou um ovo fresco de galinha e indagou a todos os presentes se havia naquele recinto alguém capaz de colocar o ovo de pé sobre uma das suas extremidades.

Não obstante a estranheza da proposição, quase todos os presentes aceitaram com empolgação aquele desafio. Um após outro – alguns se valendo de mais paciência e convicção; outros com menos afinco, porém com bastante curiosidade e ansiedade pelo resultado – fizeram suas tentativas, mas todos tiveram suas chances frustradas.

Enquanto o tempo avançava, ninguém era capaz de descobrir uma maneira eficaz de manter aquele objeto equilibrado em seu eixo.

Ao final, Colombo se levantou com ar imponente, se aproximou, tomou o ovo em sua mão e o bateu de forma sutil na superfície da mesa até quebrar um pouco uma das extremidades da casca – e foi este pequeno achatamento de uma das pontas do ovo que permitiu com que ele se mantivesse perfeitamente equilibrado na posição vertical.

– Deste jeito qualquer um pode fazer – objetou um dos presentes.
– Sim – replicou Colombo. – Qualquer um que tivesse a capacidade de elaborar a ideia poderia executá-la. Uma vez, eu tive a ideia de traçar um novo caminho a um Novo Mundo. Agora que provei que é possível, qualquer um pode seguir em frente. Mas foi necessário que alguém tivesse a ideia e, posteriormente, que alguém tomasse a decisão de fazê-la acontecer.

Essa história me traz duas importantes reflexões:

1 – Sobre as conquistas grandiosas que realizamos em nosso dia e não são devidamente respeitadas e reconhecidas. Diariamente, várias pessoas estão travando suas lutas silenciosas e alcançando suas conquistas homéricas que não recebem homenagens – mas que não deixam de ser excepcionais apenas porque não há uma plateia aplaudindo.
2 – Sobre coisas grandiosas que deixamos de realizar simplesmente porque ouvimos que é impossível fazê-las.

Nelson Mandela disse certa vez: “Tudo parece impossível até que seja feito”.

Talvez seja a hora de desafiar o impossível em seu caminho. Moldar a sua vida de acordo com o seu próprio ideal e suscitar as transformações que você tem almejado há bastante tempo.

Transformar o que você desejar: sejam seus relacionamentos, suas verdades, seus empreendimentos, seus sonhos, suas incertezas, suas finanças ou cada simples detalhe em sua vida.

Acreditar que você pode derrubar mitos, medos, dúvidas e colocar não apenas alguns ovos de galinha em pé, mas também equilibrar seus potenciais e erguer seus talentos e habilidades. Que você seja o Colombo do seu próprio destino.    

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui