Crédito: Press & Co.:
Publicidade

Na terça-feira (04), em coletiva de imprensa organizada pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), o chefe do executivo municipal, Alexandre Kalil (PSD), anunciou a reabertura do comércio a partir da quinta-feira (06) motivado pela queda dos “termômetros da pandemia” do novo coronavírus (Covid-19) e por causa da proximidade do Dia dos Pais. A medida dá início às três fases de flexibilização propostas pelos membros do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19.

Os critérios (termômetro da pandemia) usados pela PBH como argumento para a reabertura do comércio foram os indicadores de ocupação de leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), das enfermarias e de taxa de transmissibilidade. Conforme dados do boletim epidemiológico municipal, o número médio de transmissão por infectado está em 0,88. Ou seja, a contaminação pelo Covid-19 está em queda.

Fonte: Boletim Epidemiológico PBH

Prevendo o aumento da movimentação de pessoas, Kalil esteve em reunião com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra/BH) para organizar formas seguras de atender o crescimento repentino da demanda. Além disso, alertou: 

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

“Se Belo Horizonte entrar em festa, os números vão subir. A pandemia não passou. A guerra não acabou”.

Nesta primeira fase da flexibilização do comércio, a PBH autorizou a reabertura do comércio varejista não contemplado na fase de controle, atacadista, de salões de beleza, shoppings centers, galerias de lojas e atividades drive-in. Esses estabelecimentos poderão funcionar quinta, sexta e sábado, voltando a fechar de domingo à terça-feira. Na quarta-feira (12), retomarão seguindo o cronograma de horários da PBH:

De 6 a 9 de agosto

  • Todo o comércio varejista não contemplado na fase de controle:quinta e sexta, entre 11h e 19h; sábado entre 9h e 15h.
  • Comércio atacadista da cadeia do comércio varejista da Fase 1, exceto comércio atacadista de recicláveis: quinta e sábado, entre 11h e 19h; sábado entre 9h e 15h
  • Cabeleireiros, manicures e pedicures: quinta e sexta, entre 11h e 20h; sábado entre 9h e 17h.
  • Atividades autorizadas na Fase 1 em funcionamento no interior de galerias de lojas e centros de comércio: quinta e sexta, entre 11h e 19h; sábado entre 9h e 15h. 
  • Atividades autorizadas na Fase 1 em funcionamento no interior de shopping centers: quinta a sábado entre 12h e 20h. 
  • Atividades no formato drive-in: sexta a domingo, entre 14h e 23h.

A partir da quarta-feira (12)

  • Todo o comércio varejista não contemplado na fase de controle: quarta a sexta-feira, entre 11h e 19h. 
  • Comércio atacadista da cadeia do comércio varejista da Fase 1, exceto comércio atacadista de recicláveis: quarta a sexta, entre 11h e 19h.
  • Cabeleireiros, manicures e pedicures: quinta e sexta, entre 11h e 20h; sábado, entre 9h e 17h.
  • Atividades autorizadas na Fase 1 em funcionamento no interior de galerias de lojas e centros de comércio: quarta a sexta, entre 11h e 19h.
  • Atividades autorizadas na Fase 1 em funcionamento no interior de shopping centers: quarta a sexta, entre 12h e 20h. 
  • Atividades no formato drive-in: sexta a domingo, das 14h às 23h. (Com informações da PBH)

Reabertura do Shopping Estação BH

No primeiro momento da reabertura, o Shopping Estação BH adotou protocolos rigorosos de higienização e reforçou medidas preventivas para retomada das operações. Na porta, houve filas de consumidores, os quais antes de entrar precisavam higienizar as mãos com álcool em gel e aferir a temperatura.

Em todo o chão do centro de compras era possível ver as marcações de distanciamento, o que passa a ser o “novo normal” após 150 dias de portas fechadas. Em consonância com o Decreto nº 17.406 da PBH, o shopping ficará aberto de 12h às 20h e as lojas terão capacidade máxima de pessoas simultâneas.

Para auxiliar na contenção da pandemia, o Shopping Estação implementou as seguintes regras:

  • Uso obrigatório de máscaras e face shield por todos os colaboradores e funcionários;
  • Uso obrigatório de máscaras por parte de clientes e passantes do shopping; 
  • Divisão de acrílico nos locais da administração com atendimento direto ao cliente; 
  • Disposição de álcool em gel 70% em todas as áreas do shopping; 
  • Aferição de temperatura corporal nos principais acessos, impedindo a entrada de pessoas que apresentarem temperatura corporal acima de 37,8 ºC;
  • Higienização de todas as áreas do shopping com água ozonizada, solução altamente desinfetante;
  • Reforço na limpeza de corrimãos e maçanetas; 
  • Manutenção em dia e reforçada dos aparelhos de ar condicionado, garantindo a qualidade do ar em todos os ambientes;
  • Disposição de pias com água e sabão em todas as áreas do shopping, especialmente nas praças de alimentação, mesmo que o consumo de alimentos no local esteja proibido; 
  • Desativação dos bebedouros; 
  • Comunicação visual nas vagas de estacionamento que estejam com uso proibido, garantindo distanciamento de veículos no mesmo;
  • Automação das cancelas de estacionamento para evitar acionamento de botão para liberação de ticket; 
  • Demarcação de espaço no chão para garantir distanciamento de 2 metros entre as pessoas em formação de filas; 
  • Sinalização de distanciamento nas escadas rolantes e elevadores, atendendo ao mesmo critério das filas;
  • Disposição de álcool em gel 70% nos elevadores para limpeza das mãos após acionamento de botões. 

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui