Infestação de animais peçonhentos acontece em condomínio do Bairro São João Batista. Foto: Gustavo Almeida.

Ratos, baratas, aranhas e até escorpiões: uma verdadeira infestação de animais peçonhentos tomou conta de um condomínio do Bairro São João Batista, em Venda Nova. Moradores do conjunto de prédios da Rua Bernardino Oliveira Pena, 258, suspeitam que o problema se ampliou depois que a Prefeitura de BH iniciou obras no Córrego Lareira.

Internamente, a síndica Vivian Gomes de Oliveira já adotou um cronograma para evitar acidentes. Mas, o risco sempre existe, principalmente para os moradores dos apartamentos mais baixos e para as crianças.

“Quando nós viemos pra cá, quando a construtora começou a entrega o empreendimento, a prefeitura nem estava mexendo ainda. Depois disso, está tendo muita barata, escorpião e aranha. Se está mexendo no esgoto, a tendência é os bichos procurem outro lugar para viver”, afirma a vendedora.

De acordo com ela, as ratazanas começaram a fazer parte da infestação nas últimas semanas. Os escorpiões, aranhas e baratas já dão as caras há mais tempo. “O porteiro estava trabalhando aqui. Quando ele olhou pro chão, viu um escorpião ao lado do pé dele. Foi um susto muito grande”, diz.

Vivian não consegue garantir que a aparição dos animais tem ligação direta com as obras do Lareira. Porém, ela garante que o volume da infestação disparou após o início das intervenções.

Obras do Córrego Lareira estão em curso no São João Batista. Foto: Gustavo Almeida.

A síndica mora sozinha. Portanto, o risco é menor por não tem crianças nem idosos. Porém, esse público mais vulnerável habita o condomínio com frequência.

“Alguns moradores têm crianças. Uma vizinha tem três filhos pequenos. Aqui também tem um parquinho, então eu morro de medo de um escorpião ou uma aranha ferir elas. Até porque, lá é um espaço gramado. São bichos que camuflam bem”, afirma.

Agentes verificam infestação

Presença de ratos tem sido comum no condomínio. Foto: Gustavo Almeida.

Para tentar resolver o problema, os moradores já acionaram a prefeitura por telefone algumas vezes. Os chamados foram atendidos nessa quarta (27), quando agentes do Executivo municipal foram ao local.

Eles deixaram uma lista impressa com algumas orientações aos moradores do São João Batista.

  1. Telar ralos e outras passagens de água nas áreas interna e externa
  2. Manter terrenos, quintais e jardins limpos, aparados e/ou capinados
  3. Manter o ambiente limpo, acondicionando adequadamente alimentos e o lixo
  4. Colocar o lixo em saco plástico em recipiente fechado
  5. Guardar alimentos em embalagens bem fechadas e em locais elevados do chão
  6. Manter móveis afastados da parede
  7. Telar e/ou vedar portas e janelas
  8. Tampar adequadamente as caixas de gordura e esgoto, sem frestas

O condomínio também contratou um serviço de dedetização recentemente. Porém, com as chuvas, parte do produto aplicado foi levado junto com a água. De acordo com Vivian, não houve grandes efeitos contra a infestação.

Outro lado

Em nota, a Prefeitura de BH, por meio de sua Secretaria de Saúde, informou que “realiza vistorias rotineiras para avaliação de locais com aparecimento de animais peçonhentos, especialmente de escorpiões, como parte do Programa de Controle de Arboviroses”.

Segundo a PBH, essas visitas têm caráter educativo, de acordo com as orientações frisadas acima.

Quanto aos escorpiões, a prefeitura esclarece que, em caso de captura pelo Serviço de Controle de Zoonoses, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) recebe os animais.

Sobre os ratos, a prefeitura orienta o morador registrar a demanda por meio do Portal de Serviços. Assim, os agentes podem usar os “rodenticidas adequados”.

Saiba mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui