Imagem de Deedee86 por Pixabay
Imagem de Deedee86 por Pixabay
Publicidade

Caroline Araújo – CRBM/8948

Ainda em clima do Dia dos Pais, resolvi dar algumas dicas para os homens e os papais de plantão que às vezes, seja por fatores diversos ou pela pouca instrução, deixam de cuidar da cútis e acabam sofrendo com acnes, foliculites (conhecidos “pelos inflamados”) e envelhecimento precoce.

Sete passos simples para uma pele mais saudável

Enquanto a primavera não chega, as baixas temperaturas e o clima seco penalizam a pele dos belo-horizontinos. Já falei aqui de como cuidar da cútis no inverno, porém, com enfoque nas mulheres. Dessa vez, vou orientar os homens leitores do Jornal Norte Livre.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Sabemos que a pele masculina é fisiologicamente distinta da feminina. Os homens possuem, com maior intensidade, o hormônio chamado testosterona, o qual é responsável por algumas características, como espessura, quantidade de excreção do sebo, pelos e outras.



Não podemos generalizar, pois existem homens com peles diferentes da habitual masculina, que é espessa, com poros dilatados, muitos pelos e com maior produção de óleo. Padrões esses que podem desencadear processos inflamatórios, como a acne e a foliculite.

O processo de envelhecimento da cútis também é diferente no homem. Naturalmente, eles possuem mais colágeno — proteína responsável pela firmeza da pele — com aspecto mais compactado. Além disso, destoando do público feminino, em que os impactos do tempo são mais visíveis após a menopausa, o masculino tem a diminuição constante e mais uniforme da firmeza e elasticidade.

Com tantas individualidades, a pele do homem precisa de atenção dobrada no inverno. Hábitos como banhos muito quentes, diminuição da ingestão de água, clima seco e a falta de hidratação podem sensibilizar a cútis masculina  e aumentar a oleosidade, a foliculite e a propensão a cortes durante o barbear.

Veja alguns cuidados simples e que podem melhorar essa realidade:

  1. Evitar banhos muito quentes, pois a água quente resseca e agride ainda mais a pele;
  2. Faça limpeza de pele regularmente (procedimento estético feito por um profissional);
  3. Use hidratantes para o rosto e para o corpo. Dê preferência para aqueles com fórmulas não gordurosas;
  4. Evite o uso excessivo de sabonetes e lavar o rosto com muita frequência, pois isso pode aumentar a oleosidade;
  5. Beba muita água e se alimente de forma equilibrada;
  6. Mesmo sem sol, utilize o filtro solar e dê preferência para aqueles livres de óleos e que possuam algum agente antioxidante;
  7. Não se barbeie usando sabonetes, dê preferência a espumas hidratantes.


Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui