brigadistas atuam em incêndios no Parque Estadual Serra Verde. Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre.
Brigadistas atuam em incêndios no Parque Estadual Serra Verde. Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre.
Publicidade

Na última sexta-feira (25), o governo de Minas, por meio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), abriu 252 vagas para contratação temporária de brigadistas para trabalhar na prevenção e combate a incêndios em áreas de conservação do estado. O anúncio foi feito por meio do Diário Oficial do Estado, as inscrições são gratuitas e ficarão abertas a partir desta quarta-feira (30) até o dia 13 de julho.

Em Venda Nova, a unidade de conservação Parque Estadual Serra Verde, situada na Rua Cavalariça, 99, Bairro Serra Verde, vai disponibilizar 4 vagas do montante. Conforme edital (veja no final da matéria), as inscrições podem ser feitas pelo portal on-line do IEF (clique aqui).

Quem pode se candidatar a brigadista?

Conforme IEF e edital da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), podem se candidatar pessoas entre 18 e 59 anos completos até a data de inscrição. Os(as) candidatos(as) devem ter nacionalidade brasileira e estar em dia com obrigações eleitorais e militares.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

As demais obrigatoriedades de candidatura podem ser encontradas na página 2, item 2 do edital (veja aqui).

Quais as características do cargo de brigadista?

O brigadista será contratado pelo período de 100 dias, podendo ter a contratação prorrogada. Além disso, trabalhará 40 horas semanais e receberá o vencimento mensal de R$ 1.430,00 (remuneração mensal de R$ 1.100,00 mais R$ 330,00 a título de periculosidade do ofício).

Além disso, o brigadista temporário receberá R$ 47,00 de auxílio-alimentação e R$ 9,00 de vale-transporte por dia trabalhado.

O(a) brigadista será responsável pelo combate aos eventuais incêndios florestais nas áreas de preservação do estado, pela realização de “ações de sensibilização e orientação junto a produtores rurais, frequentadores e moradores das zonas de amortecimento das unidades de conservação sobre os efeitos provocados pelas queimadas e alternativas ao uso do fogo na produção agrícola”.

O(a) brigadista vai fazer rondas preventivas, dará apoio em queimas controladas autorizadas, executará a abertura e manutenção de aceiros (vãos de terra para evitar incêndios) e conservará equipamentos e instalações.

As atividades estão com início previsto para 10 de agosto.

Como será o processo seletivo para brigadista em Minas Gerais?

O edital detalhado pode ser encontrado no portal on-line do IEF (clique aqui). Contudo, em resumo, o processo seletivo é simplificado e acontecerá em três etapas:

  • Inscrição/análise curricular
  • Comprovação documental
  • Teste de Aptidão Física (TAF).

Os resultados serão divulgados no portal on-line do IEF após vencidas as etapas e prazos para os recursos.

Serviço

Saiba mais

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui