Imagem de idosa perdida em Venda Nova é Fake News - Imagem: WhatsApp
Imagem de idosa perdida em Venda Nova é Fake News - Imagem: WhatsApp
Publicidade

Na tarde desta quarta-feira, começou a circular nas redes sociais e grupos de WhatsApp a foto de uma senhora com, aparentemente, mais de 60 anos e a mensagem: “Senhora aparentemente perdida, não sabe dizer o nome e de onde é. Está no batalhão da Polícia da rua Érico Veríssimo, bairro São João Batista, Belo Horizonte. Quem a conhece favor ajudar. Vamos ajudar! 03/06/20”.

De acordo com o Sargento Erivaldo, policial militar de plantão no 49ª Batalhão de Polícia Militar de Minas Gerais (49ª BPMMG), situado na Rua Érico Veríssimo, 561, Bairro São João Batista, Venda Nova, a informação de que uma idosa estava perdida e aguardava por ajuda no saguão do prédio é falsa.

Conforme o militar, nenhuma ocorrência dessa natureza foi formalizada ou repercutida por outras unidades na abrangência do 49ª BPMMG. Segundo o sargento, várias pessoas apareceram procurando pela senhora, porém, a foto não foi tirada no saguão de entrada do batalhão. Além disso, não há formas de constatar a data ou a localização exata da imagem.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Desse modo, a imagem que circula pelas redes sociais e grupos de WhatsApp não foi tirada na Regional Venda Nova e pode ser interpretada como Fake News.

O Jornal Norte Livre também fez a checagem da informação com o Conselho Comunitário de Segurança Pública de Venda Nova da 14ª região (Consep 14) e confirmou com a presidente Cláudia Mara que a informação sobre a idosa é falsa.

Além disso, a equipe de reportagem buscou com a assessoria geral de comunicação da PM (Sala de Imprensa) informações sobre ocorrências registradas com características semelhantes. O Sargento Caetano – de plantão no momento – afirmou que não houve em Belo Horizonte nenhuma menção sobre idosa perdida na data referida pela mensagem.

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui