Desde o início do serviço, Executivo municipal já distribuiu mais de 14 mil toneladas de alimentos. Crédito: divulgação/PBH.
Publicidade

Desde abril, a Prefeitura de Belo Horizonte distribui cestas básicas e kits de higiene à população, com objetivo de cobrir os rombos financeiros causados por conta da pandemia da COVID-19. No entanto, ainda hoje uma parte daqueles que podem resgatar o benefício deixam de recebê-lo por dificuldades para entender os protocolos.


Você é de Venda Nova?

Siga nossas redes sociais e fique por dentro do que acontece perto de você. Jornal Norte Livre, o Jornal de Venda Nova.


Para evitar que isso aconteça, a PBH disponibiliza três contatos de e-mail e telefone ligados aos três Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s) de Venda Nova.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

Para falar com a unidade do Bairro Lagoa, o cidadão pode ligar para o celular (31) 98874-1009, ou enviar um e-mail para cras.lagoa@pbh.gov.br. Quem precisa falar com o Cras do Apolônia pode entrar em contato pelo celular (31) 98809-3128, e/ou enviar um e-mail para cras.apolonia.pbh.gov.br.

Para saber se tem acesso ou não ao benefício, as famílias precisam consultar pelo site disponibilizado pela prefeitura.

Podem receber as cestas famílias de alunos da rede municipal, crianças matriculadas em creches parceiras e estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O mesmo vale para ambulantes, camelôs, engraxates, lavadores de carro, carroceiros, catadores de materiais recicláveis, agricultores urbanos e feirantes.

O benefício também pode ser resgatado por beneficiários do Bolsa Moradia; moradores de vilas, favelas, conjuntos e ocupações; famílias inscritas no CadÚnico até 31 de março deste ano (limite de meio salário mínimo por pessoa); pessoas com medidas protetivas; e trabalhadores do transporte escolar cadastrados pela BHTrans.

O mesmo vale para povos tradicionais; informais que trabalham nos bastidores e palcos das artes cênicas; e permissionários do serviço de Transporte Suplementar vinculados à BHTrans.

Vale lembrar que o benefício está disponível para os meses de julho e agosto.

Quais documentos preciso?

O titular do cadastro deve acessar o site da prefeitura usando seu nome e CPF. O sistema indicará se a pessoa deve retirar cesta básica, kit de higiene ou ambos.

Caso o usuário tenha direito a um dos benefícios, o sistema vai informar a data de retirada, local (supermercado e endereço), horário (manhã ou tarde/noite) e número do voucher (código que autoriza a retirada para o CPF da pessoa junto ao supermercado).

Na loja indicada no sistema, basta o cidadão apresentar o seu RG com CPF (ou outro documento oficial com foto e CPF) e assinar um recibo.

O que vem na cesta e no kit?

A cesta básica entregue pela Prefeitura de BH vem os seguintes itens:

– 5 kg de arroz, tipo 1

– 5 kg de açúcar cristal

– 2 kg de feijão carioca, tipo 1

– 1 kg de fubá de milho

– 500 g de macarrão parafuso massa com ovos

– 500 g de macarrão espaguete massa com ovos

– 1 kg de sal refinado

– 1 frasco de óleo de soja (900 ml)

– 1 kg farinha de mandioca

– 2 pacotes de leite em pó (400 g cada)

– 1 lata de extrato de tomate (350 g)

– 1 lata de sardinha (250 g) 

Já o kit de higiene vem os seguintes itens:

– 8 sabonetes corporais

– 2 litros de cloro

– 10 sabões em barra

Números

Até o último dia 30, quando se encerrou mais um ciclo de entrega das cestas básicas e kits de higiene, a Prefeitura de BH doou 14 mil toneladas de alimentos.

Foram entregues 750 mil cestas básicas e 120 mil kits de higiene.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui