Centro de Saúde Mantiqueira, em Venda Nova. Vacinação de Foto: Will Araújo/Jornal Norte Livre.

Dois postos de saúde de Belo Horizonte, ambos localizados em Venda Nova, vão mudar de endereço nos próximos meses. O motivo é obras que o Executivo municipal conduz nessas unidades por meio de parcerias público-privadas, as PPPs.

De acordo com a prefeitura, a mudança vai acontecer nas unidades dos bairros Mantiqueira e Rio Branco. No total, o contrato firmado pelo Executivo municipal com a iniciativa privada afeta 40 postos de saúde de Belo Horizonte.

No Mantiqueira, o posto vai sair da Rua Maria Luiza Lara e irá para a Rua César Salles Barbosa, 600, no mesmo bairro. Entre as melhorias, segundo a prefeitura, estão a instalação de um centro de esterilização e um laboratório.

O prazo para entrega da nova unidade de saúde é de nove meses, portanto no segundo semestre de 2021.

Além disso, no Bairro Rio Branco a mudança será da Joviano Coelho Júnior, 45, para a Rua Crisanto Muniz, 120/130, informa a PBH. Todas as melhorias nessa unidade, conforme o Executivo municipal, acontecem de acordo com o padrão definido pelo contrato de PPP.

Nesta última, a PBH pretende entregar a nova unidade em junho do ano que vem.

Ainda segundo a prefeitura, não está definida, porém, qual destinação será dada aos imóveis que hoje ocupam os dois postos de saúde.

Outros postos de saúde de Belo Horizonte

A prefeitura firmou o contrato com a iniciativa privada em 2016, ainda no governo Márcio Lacerda. Porém, a gestão de Alexandre Kalil (PSD) realizou adequações nos termos do documento.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) conduziu as tratativas em 2019.

Naquela ocasião, a pasta comunicou à imprensa e à população que 40 postos de saúde de Belo Horizonte seriam incluídos no projeto. Na lista estão sete centros localizados em Venda Nova.

Além do Mantiqueira e do Rio Branco, estão listadas no projeto as unidades de saúde dos bairros Santa Mônica, Copacabana, Jardim dos Comerciários, Serra Verde e Jardim Leblon.

Todas as novas unidades contarão com recepção, áreas administrativas, de zoonose, farmácia, salas de coleta, vacina, observação, higienização e curativos, e consultórios de equipes de Saúde da Família, Saúde Bucal e Saúde Mental.

Além disso, todas as construções terão áreas 100% acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida.

Quantos postos de saúde existem no Brasil?

De acordo com dados do Ministério da Saúde, ligado ao governo federal, o Brasil abrigava cerca de 43 mil postos de saúde em 2017. Esses locais são denominados Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na pasta.

Os postos foram alvo de polêmica neste ano quando o governo Jair Bolsonaro (sem partido) publicou no Diário Oficial da União um decreto. O texto autorizava o início de estudos para privatização dos postos.

Dias depois, após manifestações de médicos e da população em geral nas redes sociais, o governo voltou atrás. Os protestos aconteceram para garantir que o Sistema Único de Saúde (SUS), um dos melhores do mundo, continuasse público, sem custos à população.

Saiba mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui