Fonte - Pixabay - payment-3411414_1920
Fonte - Pixabay - payment-3411414_1920
Publicidade

Como protesto contra a carga tributária brasileira, comerciantes de Belo Horizonte vinculados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH) escolheram esta quinta-feira (24) para promover a 12ª edição do “Dia da Liberdade de Impostos” – quando produtos e serviços são oferecidos aos consumidores com descontos equivalentes ao valor dos impostos incidentes. Em Venda Nova, além do Shopping Estação, várias outras empresas aderiram ao movimento, totalizando 28.


[custom-related-posts title=”Leia também” order_by=”date” order=”DESC”]

No Shopping Estação, situado na Avenida Cristiano Machado, 11.833, 15 empresas estarão propondo descontos em seus produtos e serviços. Confira nos links abaixo quanto cada loja terá de diminuição dos preços e em quais itens:

 

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

 

Em outros locais na regional Venda Nova, consumidores poderão encontrar preços mais baratos em 13 estabelecimentos comerciais:

Em 2017, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o brasileiro trabalhou 153 dias para poder pagar todos os tributos municipais, estaduais e federais. O país figurou entre os dez que mais precisaram trabalhar para quitar seus impostos. O primeiro colocado foi a Dinamarca, com 176 dias, enquanto Brasil esteve em oitavo lugar.

Ainda, segundo o estudo, a corrupção foi responsável por 29 desses dias.

Em julho de 2017, Michel Temer elevou as alíquotas do PIS/Confins que incidem sobre os combustíveis. Neste ano, em março, elevou o IOF das transferências bancárias para o exterior e, na última semana, os combustíveis voltaram a subir de valor.

Amanhã, a partir das 9h, como forma de conscientização da população sobre as altas tarifas aplicadas pelo governo, o posto de combustíveis Pica Pau, na Avenida do Contorno, número 10.325, venderá a gasolina comum a R$ 2,281. Entretanto, apenas os primeiros 120 automóveis e 65 motocicletas que pagarem com dinheiro em espécie poderão usufruir do desconto.

Impostômetro de Belo Horizonte

Em Belo Horizonte, até a presente data da publicação, já foram arrecadados mais de R$ 1,597 bilhões em impostos. Reunindo os tributos de todo o país, a soma chega a mais de R$ 937 bilhões – R$ 66 bilhões acima do obtido no ano passado para o mesmo período.

Em nota, Bruno Falci, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), diz que o peso dos impostos absorve e limita o orçamento do cidadão e emperra os negócios do pequeno, médio e grande empresário. “Por isso, temos que atuar em conjunto por um sistema tributário mais simples e menos oneroso, que seja sinônimo de desenvolvimento”.

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui