Segundo andar da UPA Venda Nova abrigará centro contra doenças respiratórias. Foto: Gabriel Ronan/Norte Livre.
Publicidade

Venda Nova já tem caso registrado de infecção pelo novo coronavírus, a Covid-19. A informação foi confirmada pelo Jornal Norte Livre com a diretora de Assistência da Secretaria Municipal de Saúde, Renata Mascarenhas. A pasta, no entanto, não divide os 87 diagnósticos confirmados da doença em BH por regional, portanto não é possível pontuar quantos casos Venda Nova computa no momento.

Com objetivo de atender pacientes que apresentem sintomas da doença no vetor norte de Belo Horizonte, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, instalou, nesta quarta-feira (25), o Centro de Doenças Respiratórias/Covid-19.



A unidade fica no segundo andar da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Venda Nova, localizada na Rua Padre Pedro Pinto, 175.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

“A gente queria atender outro vetor da cidade. A próxima unidade será no Barreiro. Ou seja, a gente tem que pensar em responder os outros setores mais distantes do nível central da cidade para que a população não precise deslocar para o Hipercentro”, explica Renata Mascarenhas, da Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo a prefeitura, dois médicos, três técnicos em enfermagem e um enfermeiro vão trabalhar no local. Eles podem atender qualquer pessoa com sintoma de doença respiratória.

A infraestrutura de atendimento inclui 10 macas, medicamentos e equipamentos de oxigenação e de aferição de pressão arterial.



O centro de Venda Nova passa a contar nesta quarta também com apoio do Exército. Uma equipe de cinco militares dará apoio administrativo: vão preencher fichas de atendimento e auxiliar na organização da unidade.

“São dois profissionais pela manhã, dois profissionais à tarde e um coordenador. Nós solicitamos esse apoio por 60 dias e poderá ser prorrogado conforme o quadro epidemiológico”, destaca Renata Mascarenhas.

A região também conta com auxílio de pediatras da Polícia Militar. Eles também trabalham na UPA Venda Nova.

Outros centros

Além de Venda Nova, a Região Centro-Sul de BH também já foi agraciada com uma unidade deste tipo. O outro centro também está localizado na UPA da regional.

Inicialmente, essas unidades se destinavam somente ao tratamento de casos suspeitos da COVID-19, contudo, devido aos casos de transmissão local a prefeitura decidiu ampliar o atendimento para todos aqueles que apresentarem sintomas de doenças respiratórias.

Além dos dois centros especializados, a prefeitura informa que todos os 152 postos de saúde continuam abertos em BH.

Quando procurar apoio da saúde?

Contudo, a orientação é para que a pessoa só procure as unidades de saúde se apresentar coriza, dor de garganta, febre e tosse. Nesse caso, é importantíssimo que o paciente chegue de máscara para não correr o risco de transmitir o novo coronavírus para outras pessoas.

Confira abaixo as diretrizes que devem ser seguidas pelos pacientes:

– Coriza + dor de garganta – permanecer em casa;

– Coriza + dor de garganta + febre – ficar alerta em casa;

– Coriza + dor de garganta + febre + tosse – procurar um Centro de Saúde, utilizando máscara;

– Coriza + dor de garganta + febre + tosse + falta de ar – procurar um serviço de urgência, utilizando máscara.

E as próximas semanas?

Higienização das mãos é fundamental para se proteger do novo coronavírus. Foto: Marcello_Casal_Jr/ Agência_Brasil

Para Renata Mascarenhas, diretora de Assistência da Secretaria Municipal de Saúde, a expectativa é que haja um aumento de casos confirmados da Covid-19 nos próximos dias em Belo Horizonte. Hoje, a capital mineira computa 87 diagnósticos.

“Nós temos uma previsão de aumento do número de casos nas próximas semanas. A gente acompanha e vê que a cada dia a gente tem um acréscimo. Mas, é lógico que todas as estratégias estão sendo feitas com apoio da sociedade. Isso faz termos um cenário epidemiológico menos preocupante”, afirma Renata.

Vereadora de Venda Nova é vítima

Entre os moradores de Venda Nova infectados pelo novo coronavírus está a vereadora Nely Aquino (Podemos), presidente da Câmara de BH. Ela confirmou pelas redes sociais que testou positivo para a Covid-19 e está em isolamento domiciliar.

View this post on Instagram

Infelizmente meu resultado deu positivo para o covid 19

A post shared by Nely Aquino (@nelyaquinooficial) on

“Estou passando bem. Não estou com dor, não estou com febre, não estou com tosse, nem coriza. Graças a Deus estou bem. Minha família também está bem”, disse a vereadora em uma rede social.

Além dela, cinco vereadores já testaram positivo para o novo coronavírus. São eles: Gabriel Azevedo (sem partido), Bella Gonçalves (Psol), Irlan Melo (PL) e Dr. Nilton (Pros).

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui