Campanha para arrecadação de produtos de limpeza, álcool e alimentos já está a todo vapor em Ribeirão das Neves. Famílias de Venda Nova também podem ser ajudadas. Foto: divulgação.
Campanha para arrecadação de produtos de limpeza, álcool e alimentos já está a todo vapor em Ribeirão das Neves. Famílias de Venda Nova também podem ser ajudadas. Foto: divulgação.
Advertisement

A pandemia do novo coronavírus exigiu que a população ficasse em casa para não proliferar o vírus, conforme orientações das autoridades de saúde. A situação deixou muitas famílias desamparadas, já que diversas atividades financeiras precisaram ser interrompidas.

Pensando em tudo isso, um coletivo de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, está recebendo doações para ajudar núcleos familiares que estejam passando por dificuldades financeiras durante a crise da saúde pública.

O objetivo é recolher doações como álcool em gel, álcool líquido, produtos de limpeza e alimentos para composição de cestas básicas. Tudo isso pode ser doado pelo cidadão no Centro Cultural Di Quebrada, localizado na Rua Cenira Gurgel de Carvalho, 137, no distrito de Justinópolis.

Mas, como doar sem correr riscos de contrair o novo coronavírus? A resposta está com Tiago Henrique, conhecido como Toth, facilitador do projeto Ocupa Curumi, um dos coletivos envolvidos nos esforços.

“A gente criou um protocolo (de segurança) para recebimento desses produtos. Basicamente, as pessoas que doam colocam os produtos na porta do Centro Cultural Di Quebrada e a gente higieniza tudo com álcool. Depois, separa os itens e os distribui nas casas”, explica.


Você é de Venda Nova?

Morador(a) de Venda Nova, fique por dentro de notícias exclusivas da Regional. Clique no botão ao lado/baixo e siga o Jornal Norte Livre nas redes sociais.
“O que não é visto, não é lembrado”
Jornal Norte Livre, o jornal de Venda Nova!


A escolha das famílias que vão receber os produtos é de maneira comunitária. Líderes e associações ligadas a Neves e Venda Nova mapeiam as pessoas mais necessitadas e fazem o “meio de campo” entre o coletivo e a população em vulnerabilidade social.

Para doar mantimentos e produtos, você pode entrar em contato com o grupo por meio dos telefones (31) 3638-1697 (Bruno) e (31) 9999-96539 (Marcela). Os mesmos números estão disponíveis para cadastrar famílias que precisem de doações durante a pandemia.

Quem quiser ajudar com doações em dinheiro também pode contribuir com depósitos para os seguintes dados bancários:

Banco: 104 – Caixa Econômica Federal ⠀
Agência: 4980 – Op: 013 ⠀
Conta-poupança: 29707-2 ⠀
CPF:119.128.006-32⠀
Nome: Bruno Thadeu Rodrigues da Silva

Além do Centro Cultural Di Quebrada e do Ocupa Curumim, participa das ações o Coletivo Justinópolis (economia solidária). Essas organizações formam o Coletivo Balaio, que está por trás de todos os esforços.

Desde o início da campanha, 22 cestas básicas e kits de higiene já foram doados. “A gente quer fortalecer uma rede aqui em Venda Nova e demais regiões periféricas. A gente está vendo muitas pessoas que querem ajudar, mas não conseguem. De alguma forma, essa rede é uma catalisadora”, afirma Tiago Henrique.


Leia também


Conscientização

As fake news tomaram conta do WhatsApp nos últimos dias diante da pandemia do novo coronavírus. Falsas curas para a COVID-19 e benefícios que não existem foram divulgados de maneira incorreta.

Pensando nisso, o coletivo de Ribeirão das Neves também quer ajudar as famílias a ter acesso às informações corretas sobre a enfermidade. “Outro aspecto da rede é levar informação de qualidade. Tem família que não tem acesso à informação. A gente encaminhou um projeto para edital e queremos criar uma campanha de financiamento mais robusta, para que a gente consiga incluir nesse kit, além das cesta básica e dos produtos de higiene, informativos mais visuais para que essas pessoas consigam se cuidar corretamente”

Curta e compartilhe nas redes sociais
0Shares

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar-me