Rua São João Batista do Glória - Imagem - Google Street
Publicidade

No fim da tarde desta quinta-feira (28), o coordenador da Regional Venda Nova Humberto Pereira de Abreu Júnior, o técnico da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) Wander Trindade, a vereadora Nely Aquino (PRTB) e moradores dos bairros Céu Azul e Jardim Leblon se reuniram na esquina das ruas São João Batista do Glória e Cônego Trindade para avaliar a situação do trafego na região.


[custom-related-posts title=”Leia também” order_by=”date” order=”DESC”]

Há alguns anos, moradores reclamam do grande fluxo de automóveis que passam pela rua para chegarem aos bairros adjacentes. De acordo com eles, durante o horário de pico da manhã e tarde, que coincide com o momento de liberação dos alunos da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Céu Azul (na Rua São João Batista do Glória), é penoso passar, estacionar ou atravessar a via.

Na visita agendada por Nely Aquino, o técnico da BHTrans explicou que há dois anos foi feita a avaliação do local, mas o trânsito não era tão denso e por isso não houve movimentação empresa. Agora, diante do visível problema do cruzamento, Wander indicou que o mais apropriado seria a implementação de um semáforo para organizar o tráfego.

CONTINUA APÓS ESTA PUBLICIDADE

“Não podemos transformar a via em mão única porque precisaríamos realocar o fluxo de veículos para ruas paralelas, que são estritamente residenciais e não suportariam o tráfego”, disse o técnico.

Nely Aquino – Humberto Pereira – Wander Trindade – moradores – Rua São João Batista do Glória – Foto William Araújo

De acordo com Humberto, antes e além da intervenção semafórica, a Rua Cônego Trindade passará por restauração do asfalto da altura do Centro de Saúde Piratininga até próximo à Vila Apolônia. A Rua São João Batista do Glória também receberá melhorias no asfalto e sinalização próxima ao cruzamento.

Residente na via, a aposentada Zuleica Maria Caldeira reclamou com a reportagem sobre a dificuldade de receber visitas em casa por causa das proibições de estacionamento no lugar. O técnico da BHTrans respondeu o questionamento explicando que no local há horários alternativos para parada e permanência de automóveis, e que essa regra foi inserida para auxiliar na fluidez dos carros na via.

Wander ainda salientou que fará um relatório do problema e enviará à BHTrans. Em seguida, a demanda será direcionada à Superintendência de Desenvolvimento a Capital (Sudecap) e Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smobi). Nely Aquino também fará a solicitação junto á Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Segundo Humberto, a previsão de envio dos relatórios é de 90 dias e o retorno da PBH é que ditará os prazos da implementação semafórica, que podem ser imediatos ou não. Veja abaixo o local do novo semáforo.

Publicidade
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D."Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui