Theo e Davi - Imagens autorizadas pela direção e pais

Criativa e delicada. A atividade pedagógica de valorização da percepção da “Criança e Infância” promovida pela Escola Municipal de Educação Infantil Lagoa (Emei Lagoa) usou a música como ponto de partida para envolver pais e crianças em um concurso.

A escola está localizada no Bairro Lagoa, em Venda Nova, Belo Horizonte, desde 2011 e, como alimento da grade curricular, estimula ações pedagógicas temáticas de acordo com o mês. Na ocasião de outubro, foi a vez do concurso de dança, karaokê e desenho.

Théo, 2 anos – Autorizado pela direção e pais
Bernardo, 2 anos – Autorizado pela direção e pais

O concurso é aberto ao voto popular até o dia 3 de novembro e está dividido em três categorias:

  • Dança: crianças na faixa etária entre 3 e 4 anos
  • Karaokê: crianças na faixa etária entre 1 e 2 anos
  • Desenho: crianças na faixa etária de 5 anos.

De acordo com Renata Bragança, vice-diretora da escola, todas as turmas foram convidadas a participar, e os pais mais envolvidos pela atividade foram os que enviaram conteúdo.

Ana Gabriela, 5 anos. – Autorizada pela direção e pais

Ingrid Rodrigues, mãe de Giovanna, 4 anos, uma das crianças da categoria dança (vídeo 20), conta que a filha ficou muito empolgada, porque pôde escolher a música e enviar o conteúdo para que seus coleguinhas vissem e votassem.

Ingrid Rodrigues fala da filha Giovanna
Giovanna, 4 anos – Autorizada pela direção e pais
Maria Eduarda, 3 anos – Autorizada pela direção e pais

Ao todo, foram 20 vídeos de dança, sete vídeos de karaokê e 44 desenhos enviados. A votação pode ser feita via formulário do Google. CLIQUE AQUI PARA VOTAR.

Até o momento, segundo Renata, já foram contabilizados, aproximadamente, 5 mil votos. No canal de Youtube da Emei Lagoa, os vídeos já contabilizam cerca de 3 mil visualizações. Veja aqui.

É o segundo ano que a escola promove um concurso para seus alunos. Serão três primeiros lugares para cada categoria e os resultados serão divulgados no dia 6 de novembro pelas redes sociais da Emei Lagoa. O prêmio? Uma cesta pedagógica com material de desenho e pintura e livros.

Além disso, uma particularidade aumenta as expectativas da categoria de desenho, pois o escolhido por votação servirá como imagem de representação da escola nas redes sociais.

A delicadeza para enfrentar problemas

Para Renata Bragança, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e o distanciamento necessário criaram dificuldades no início. Entretanto, as professoras e professores enfrentaram os desafios com muita vontade e usaram as ferramentas que tinham à mão para manter o vínculo significativo das crianças com a escola.

“As crianças precisam lembrar da escola; lembrar do vínculo e ambiente escolar”, diz Renata.

Atualmente, a Emei Lagoa tem cerca de 680 crianças matriculadas e 25 turmas, cada uma com um nome específico. Giovanna, por exemplo, faz parte da “Turma do Bolinho”.

“Eu costumo trabalhar com aquilo que temos e, neste caso, a pandemia nos trouxe muito mais ganho do que perdas. A adesão foi maior, a valorização dos profissionais foi maior. As famílias se aproximaram muito mais, dando retorno às atividades nestes oito meses de distanciamento que estamos enfrentando. Eu,como vice-diretora, vejo mais ganhos do que perdas. Prejuízos existem, claro, mas precisamos valorizar o que é bom”, fala Renata.

Em novembro, a escola promoverá a temática “Arte na Infância”. Cada professor fará uma votação com as crianças e escolherá uma obra de arte de referência para trabalharem. Ao final, o conteúdo resultará em uma amostra virtual.

Saiba mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui