Laranja - Vitamina C - Fonte: Pixabay
Laranja - Vitamina C - Fonte: Pixabay
Advertisement

Por Caroline Araújo – Biomédica Esteta – CRBM 8948

Sempre que analiso a pele de um cliente e pergunto quais produtos ele tem hábito de usar, surge a resposta: “utilizo vitamina C”. Todavia, muitos não sabem para o quê essa substância serve, quais suas qualidades e se existem ou não contraindicações e efeitos colaterais.


Leia também

O Ácido ascórbico, mais conhecido como vitamina C, possui incontáveis benefícios para a nossa saúde, seja de dentro para fora (na utilização via oral) ou de fora para dentro (no uso tópico). Ele é encontrado em dermocosméticos como Ascorbosilane C. Entretanto, é preciso compreender suas indicações.

A suplementação com vitamina C via oral é indicada pelos médicos para quem sofre deficiência dessa vitamina, além de ser usada para a prevenção de escorbuto – uma doença hemorrágica causada pela mesma ausência. É comum encontrar grávidas e lactantes fazendo uso dessa substância, pois tem ótima ação no sistema imunológico, na cicatrização, dentre outras coisas.

No entanto, para o uso oral, é importante lembrar que as maiores e melhores fontes da vitamina C estão nas frutas cítricas e outros vegetais, como laranja, tomate, limão, morangos, couve etc., e não somente em cápsulas, pastilhas ou comprimidos.

Já no uso tópico, a utilização da Ascorbosilane C, ou vitamina C associada às propriedades dos silanóis – um tipo de molécula de silício –, promove efeitos antioxidantes fantásticos para a cútis e ajuda na estimulação do colágeno.

O que é “antioxidante”?

Os antioxidantes são substâncias com o poder de inibir a oxidação de algumas moléculas do nosso corpo; ou grosseiramente falando, é como se eles impedissem que partes importantes do nosso organismo fossem degradadas, protegendo-as dos radicais livres e, consequentemente, prevenindo o envelhecimento precoce.

Para quem busca uma pele jovem, com aparência saudável e linhas de expressão reduzidas, a vitamina C é uma aliada fortíssima. Além de todos esses efeitos já citados, não podemos esquecer de mencionar a sua capacidade de amenizar manchas e promover a uniformização da cútis.

Normalmente, no uso tópico (uso na pele) do Ascorbosilane C não vemos muitas contraindicações e nem efeitos adversos severos. Algumas pessoas podem desenvolver reações alérgicas ao produto ou, até mesmo, ter a pele hiperpigmentada após exposição solar excessiva sem fotoproteção, mas a utilização é bastante segura caso sejam seguidas as orientações de um profissional devidamente habilitado.

Em relação ao uso oral da vitamina C, não podemos deixar de consultar a bula do medicamento e, surgindo quaisquer dúvidas, fazer contato com médicos ou farmacêuticos de confiança. Mesmo assim, vale frisar que nossa maior fonte de vitamina C vem da alimentação, sendo imprescindível ter uma dieta saudável e rica em vitaminas para viver bem.

Curta e compartilhe nas redes sociais
5Shares