Aline Cântia, à esquerda, e Chicó do Céu, à direita, alegram Venda Nova nesta sexta. Foto: divulgação/Instituto Abrapalavra.
Aline Cântia, à esquerda, e Chicó do Céu, à direita, alegram Venda Nova nesta sexta. Foto: divulgação/Instituto Abrapalavra.
Advertisement

Por Gabriel Ronan

Na quinta-feira, durante o dia, o Grupo Confesso vai promover esquetes no entorno do Centro Cultural sobre a temática verão. Na oportunidade, o coletivo vai dar dicas sobre cuidados a serem tomados nessa época do ano, além de informar a população sobre o Valorize BH e divulgar o evento.

Uma programação diferente para sair da rotina desgastante do dia a dia. Nestas quinta e sexta-feiras, o Centro Cultural Venda Nova (Rua José Ferreira Santos, 184 – Jardim dos Comerciários) recebe duas atrações especiais do festival Valorize BH com entrada gratuita.

Clique para conferir a programação completa do Valorize BH. Crédito: divulgação.

Às 19h de sexta-feira, o fim de semana será aberto pelo Instituto Abrapalavra em Venda Nova. Os artistas Aline Cântia e Chicó do Céu vão protagonizar o sarau “Com a palavra, o carnaval” e darão o pontapé inicial da festa de rua na regional.

Segundo Aline Cântia, a atividade pretende despertar a curiosidade de quem a acompanha. “A ideia é trazer as histórias do carnaval de maneira mais artística e lúdica. Falar um pouquinho sobre as marchinhas mais antigas e algumas mais atuais, além de trazer histórias do cotidiano do carnaval”, explica.

O sarau é um trabalho voltado à promoção do carnaval, por meio da leitura de poemas e de livros literários, além do convite à comunidade para ler e declamar. Poetas de Venda Nova também serão convidados. A partir das inúmeras possibilidades de oralizar os textos selecionados, usando um trabalho de projeção, pretende-se também apresentar a cidade pelos seus poetas e imagens.

Crédito: A Mais Produtora

O projeto Valorize BH, produzido pela A Mais Produtora, tem apoio da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) e vai passar por quatro centro culturais entre quinta e domingo. Além do CCVN, as unidades Urucuia (Barreiro), Vila Fazendinha (Região Leste) e Jardim Guanabara (Região Norte) estão no cronograma.

Para Aline Cântia, a escolha dos centro culturais fora da Região Centro-Sul da cidade contribui para a descentralização das programações de lazer em BH. “A gente tem muito carinho por Venda Nova e já desenvolvemos muitos trabalhos aí. A gente gosta muito de descentralizar as atividades, porque eu acredito que é onde estão as histórias mais ricas da cidade”, ressalta. Mais informações sobre o Valoriza BH podem ser repassadas pelo telefone (31) 99950-4942.

Curta e compartilhe nas redes sociais
41Shares