Advertisement

O povo de Venda Nova definiu Marlene Fátima Teodoro Silva (titular) e Anédia Miranda Farias (suplente) para representar a regional no Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS). As mulheres foram indicadas pelo Conselho Regional de Assistência Social (CORAS) e vão fazer parte da definição das diretrizes e ações do CMAS para atender às camadas mais vulneráveis da sociedade local.


Leia também

As duas foram eleitas por meio de uma assembleia eleitoral realizada na última quarta-feira, quando cerca de 70 pessoas, segundo a prefeitura de Belo Horizonte (PBH), compareceram ao Auditório da Faculdade Estácio (Rua Padre Pedro Pinto, 628). Entretanto, apenas 51 cidadãos puderam votar. No total, quatro pessoas se candidataram.

Isso acontece porque, para que uma pessoa tenha direito ao voto, ela precisa participar de pelo menos uma reunião mensal do Conselho Municipal. Elas acontecem rotineiramente nos  Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) das nove regionais da cidade.

Para que o cidadão saiba onde vão acontecer as reuniões, a PBH divulga as informações no Diário Oficial do Município (DOM) ou pelo telefone 3277-5686. Os contatos dos CRAS também fornecem os dados (confira no serviço abaixo as unidades em Venda Nova).

Em sua totalidade o conselho municipal se compõe por 40 pessoas. Metade delas vem de representantes de diferentes secretarias da prefeitura, enquanto a outra parte se completa com representantes da sociedade civil, como no caso da vendanovense Marlene Fátima Teodoro Silva.

Assistência Social em Venda Nova

De acordo com a prefeitura de Belo Horizonte, o Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) é um órgão “deliberativo, normativo e controlador” das políticas públicas voltadas à assistência social. Os trabalhos se executam por meio de 34 unidades (veja a lista completa aqui) do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) espalhadas pela cidade.

Atualmente, Venda Nova conta conta com três CRAS: Apolônia (Rua Visconde de Itaboraí, 304, – Bairro Jardim Leblon); Lagoa (Rua José Sabino Maciel, 120 – Bairro Lagoa); e Mantiqueira (Rua Luzia Salomão, 300 – Bairro Mantiqueira).

Esses órgãos oferecem apoio à famílias desamparadas e facilitam o acesso aos direitos civis garantidos por lei. Para isso, os CRAS desempenham palestras, oficinas, campanhas, reuniões e grupos de reflexão, além de atendimento individual, visitas domiciliares e institucionais.

Além disso, há também iniciativas voltadas para toda a família, desde a criança ao idoso. Elas se articulam por meio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, também oferecido pelas unidades do CRAS.

Serviço

CRAS Apolônia

Rua Visconde de Itaboraí, 304, – Bairro Jardim Leblon
CEP: 31.540-490
Contato: (31) 3277-1816 / 3277.9488 / Fax: 3277-1817
E-mail: cras.apolonia@pbh.gov.br

CRAS Lagoa

Rua José Sabino Maciel, 120 – Bairro Lagoa
CEP: 31.578-060
Contato: (31) 3246-9016 / 3277.1836
E-mail: cras.lagoa@pbh.gov.br

CRAS Mantiqueira

Rua Luzia Salomão, 300 – Bairro Mantiqueira
CEP: 31.660-040
Contato: (31) 3277.1826 / 3277-1895 / 3246-9015
E-mail: cras.mantiqueira@pbh.gov.br

Curta e compartilhe nas redes sociais
8Shares