Brendo Lopes - Arquivo Pessoal - Facebook
Brendo Lopes - Arquivo Pessoal - Facebook
Advertisement
Por Gabriel Ronan
 

De acordo com a  Agência Internacional de Pesquisa em Câncer, 32,6 milhões de pessoas lutam contra a doença no mundo. Com espírito de caridade, músicos de Venda Nova se reúnem para ajudar Brendo Lopes (21), que enfrenta o problema desde 2016.

 
 

Diagnosticado com câncer no tríceps, que lhe tirou o membro superior esquerdo, o jovem sofreu metástase nos dois lados do pulmão. Assim, ele necessita do medicamento Votrient para auxiliar no tratamento.
 
Há dois meses sem o remédio, Conceição Arabela, mãe de Brendo, relata as dificuldades. “A caixa do remédio custa R$ 8.643 e dura um mês. Infelizmente, não temos esse dinheiro no momento”, diz.
 
Para ajudar no tratamento, o artista Luiz Pessah promove eventos na região de Venda Nova para arrecadar fundos. Até aqui, o músico transferiu cerca de mil reais à família de Brendo, por meio de dois shows.
 
Além dos couverts, Pessah ajudou por vendas de exemplares um livro escrito por ele. “Eu costumo abrir espaço para quem não tem oportunidade nos shows. Num dos eventos que promovi, o Moisés Souza, da Dupla Reverb Acústico, soube da história do Brendo e deu a ideia de fazermos um encontro para arrecadar fundos para o tratamento”, afirma.
 
Vaquinha online
 
Para comprar o medicamento, a família de Brendo organiza também uma doação online. Qualquer valor pode ser transferido pelo site Vakinha (clique aqui), que também permite a divulgação da campanha.
 
Até aqui, o jovem arrecadou pouco mais de quatro mil reais. O valor corresponde a seis por cento da meta, orçada em R$ 70 mil.
 
“O dinheiro da vaquinha já nos ajudou a fazer um tratamento no Hospital Sírio Libanês. Inicialmente, serviria para ele ir aos Estados Unidos, mas, por dificuldades para respirar, ele não conseguiu viajar”, diz Conceição Arabela, mãe de Brendo.
 
Limitações e próximos passos 
 
De acordo com Arabela, Brendo deverá prosseguir o tratamento em Barretos (SP). No local, o Hospital de Amor se tornou referência em câncer no Brasil.
 
Durante este mês, o jovem chegou a ir aos Estados Unidos. Entretanto, precisou voltar ao Brasil por falta de recursos financeiros.
 
Curta e compartilhe nas redes sociais
0Shares