Fonte - Pixabay - payment-3411414_1920
Fonte - Pixabay - payment-3411414_1920
Advertisement

Como protesto contra a carga tributária brasileira, comerciantes de Belo Horizonte vinculados à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL/BH) escolheram esta quinta-feira (24) para promover a 12ª edição do “Dia da Liberdade de Impostos” – quando produtos e serviços são oferecidos aos consumidores com descontos equivalentes ao valor dos impostos incidentes. Em Venda Nova, além do Shopping Estação, várias outras empresas aderiram ao movimento, totalizando 28.


Leia também

No Shopping Estação, situado na Avenida Cristiano Machado, 11.833, 15 empresas estarão propondo descontos em seus produtos e serviços. Confira nos links abaixo quanto cada loja terá de diminuição dos preços e em quais itens:

 

 

Em outros locais na regional Venda Nova, consumidores poderão encontrar preços mais baratos em 13 estabelecimentos comerciais:

Em 2017, de acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o brasileiro trabalhou 153 dias para poder pagar todos os tributos municipais, estaduais e federais. O país figurou entre os dez que mais precisaram trabalhar para quitar seus impostos. O primeiro colocado foi a Dinamarca, com 176 dias, enquanto Brasil esteve em oitavo lugar.

Ainda, segundo o estudo, a corrupção foi responsável por 29 desses dias.

Em julho de 2017, Michel Temer elevou as alíquotas do PIS/Confins que incidem sobre os combustíveis. Neste ano, em março, elevou o IOF das transferências bancárias para o exterior e, na última semana, os combustíveis voltaram a subir de valor.

Amanhã, a partir das 9h, como forma de conscientização da população sobre as altas tarifas aplicadas pelo governo, o posto de combustíveis Pica Pau, na Avenida do Contorno, número 10.325, venderá a gasolina comum a R$ 2,281. Entretanto, apenas os primeiros 120 automóveis e 65 motocicletas que pagarem com dinheiro em espécie poderão usufruir do desconto.

Impostômetro de Belo Horizonte

Em Belo Horizonte, até a presente data da publicação, já foram arrecadados mais de R$ 1,597 bilhões em impostos. Reunindo os tributos de todo o país, a soma chega a mais de R$ 937 bilhões – R$ 66 bilhões acima do obtido no ano passado para o mesmo período.

Em nota, Bruno Falci, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), diz que o peso dos impostos absorve e limita o orçamento do cidadão e emperra os negócios do pequeno, médio e grande empresário. “Por isso, temos que atuar em conjunto por um sistema tributário mais simples e menos oneroso, que seja sinônimo de desenvolvimento”.

Curta e compartilhe nas redes sociais
8Shares
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH, Bolsista PCCT na Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig)/Minas Faz Ciência, ilustrador, cartunista, videomaker, desenvolvedor web, jornalista editor no Jornal Norte Livre - parceiro hiperlocal do Portal Uai - com passagem pelo Jornal Daqui BH, conteudista, SEO (Search Engine Optimization), fotógrafo, animador 2D.