Passistas da GRES Acadêmico de Venda Nova - Foto: Lúcio Wanderley - Instituto Casa Cidadania e Diversidade (ICC&D)
Advertisement

Por William Araújo

Oficialmente, o carnaval de Belo Horizonte começará a partir do dia 16 de fevereiro (sábado) e irá até o dia 10 de março. Durante esse período, estão programados para desfilar mais de 500 blocos e a expectativa de público excede aos 4 milhões. Serão oito palcos distribuídos pelas nove Regionais da capital.

Venda Nova é tradição na folia e terá no dia 4 de março, entre as 16h e 23h, um palco localizado em frente à Praça Economisa, situada na Rua Érico Veríssimo, altura do número 2600, Bairro Santa Mônica. Para garantir a segurança dos foliões, o aparato da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e da Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) impedirá o trânsito local. Atrações musicais para jovens e adultos comandarão o espetáculo.


Leia também


Além disso, no dia 4 de março, o Bloco Caricato Unidos da Zona Norte, com sede localizada em Venda Nova, Bairro São João Batista, desfilará a partir das 18h na Avenida Afonso Pena. Vale a pena participar.

Para fechar a temporada de folia com chave ouro, no dia 05 de março, também a partir das 18h, acontecerá o desfile oficial das Escolas de Samba do Carnaval de Belo Horizonte. A Regional estará muito bem representada pelo Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova (GRES Acadêmicos de Venda Nova), que será a terceira agremiação do grupo principal a passar pela passarela situada na Avenida Afonso Pena.

Veja abaixo o samba-enredo da Escola para o carnaval de 2019.

Vídeo retirado do blog: www.carnavalbh2.blogspot.com.

E o carnaval não para por aí. Nos demais dias, serão diversos blocos de rua a desfilar em Venda Nova e Regionais vizinhas. Veja abaixo o mapa da programação dividido por data e localidade.

Roteiro cultural

O Centro Cultural de Venda Nova (CCVN), localizado na Rua José Ferreira dos Santos, 175, Bairro Jardim dos Comerciários, terá programação gratuita de pré-carnaval a ser realizada no dia 23 de fevereiro, a partir das 09h.

De acordo com divulgação do evento, será “um dia repleto de folia, diversão e conhecimento”, com atrações como o Carnavalzinho da Garotada (09h), a Oficina de Confecção de Máscaras Carnavalescas (10h às 12h), o Cantinho de Ler e Brincar Especial e “mostras de artesanato, moda, acessórios e livros”.

Algumas oficinas como as de cabelo e boneca Abayomis tem vagas limitadas (20 cada) e ocorrerão entre 11h e 13h. A partir das 14h, acontecerão os shows “Samba do Meio Dia”, “Mc Elis” e “Espetáculo Encantar”.

Além disso, no centro de Venda Nova, Rua Cascalheiras, 138, entre os dias 02 e 05 de março, estará acontecendo o Carnaval das Quadras Vilarinho, com o intuito de resgatar a tradição da folia de salão. Para saber mais, acesse programação.

Mas, eu gosto é de Rock!

Para os amantes de Rock, Venda Nova também será opção. No dia 17 (domingo), a partir das 14h, o Centro Cultural de Venda Nova (CCVN) receberá o festival “Independência e Rock 2019”, com participação das bandas “U2 Go Home” (U2 tributo), “Dolorries” (The Cranberries Cover) e “D’Liners”.

O evento tem coprodução de Ricardo Andrade e o apoio da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura. A entrada é franca.

Carnaval com gastronomia em Venda Nova

A animação também será regada de opções gastronômicas. No cardápio oficial de sugestões da folia está o prato “Uai, Belô” da “Fino do Alho Petisqueira” – situada na Rua Capitão Sérgio Pires, 41, Bairro Minas Caixa. O local está aberto de terça-feira a domingo, de 17h às 2h.

O “Uai, Belô” é feito com carne de sol desfiada frita na manteiga de garrafa e tem acompanhamento de mandioca cozida com ervas finas, crispy de alho e dados de queijo coalho. O prato serve uma pessoa e custa R$33,90.

Imagem de divulgação da página oficial do evento.
Curta e compartilhe nas redes sociais
0Shares
Jornalista graduado pelo Centro Universitário de Belo Horizonte — UniBH (2017), jornalista editor no Jornal Norte Livre com passagem pelo Jornal Daqui BH, ambos parceiros hiperlocais do Portal Uai/Diários Associados. Professor e sócio na empresa "Quando - Fábrica de narrativas", conteudista, SEO (Search Engine Optimization), videomaker, fotógrafo e entusiasta como ilustrador, desenvolvedor web e animador 2D. "Os livros são o templo do jornalista, mas é nas ruas que ele congrega". Will Araújo