Foto: Reprodução/TSE.
Foto: Reprodução/TSE.
Advertisement

No último dia 7, a população mineira foi às urnas para escolher os candidatos que representariam o estado no Senado, na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa (ALMG). Nesta semana, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG) divulgou como foram as votações por zona eleitoral.

Em Venda Nova, os eleitores se dividem em duas zonas: a 38ª e a 334ª. Esta última inclui alguns bairros da Região da Pampulha, mas está primordialmente localizada em Venda Nova.

Os dados apurados pelo TRE/MG mostram que o deputado estadual Mauro Tramonte (PRB) teve 32.958 votos na região. Em segundo lugar, veio Cláudio Duarte (PSL), com 6.254 votos.

Dos 10 mais votados em cada zona eleitoral, o partido com mais representantes foi o PRB. Além de Mauro Tramonte, os candidatos Carlos Henrique (3.823 votos) e Roberto da Farmácia (3.034 votos) figuraram entre os líderes.

Candidatos do mesmo partido de Jair Bolsonaro, o PSL, também tiveram a preferência do eleitor em Venda Nova. São eles: Bruno Engler, o terceiro mais votado no estado, e Cláudio Duarte, vereador de BH e morador da regional.

Além de Duarte, outros políticos residentes ou influentes em VN figuraram entre os líderes. Nely Aquino (PRTB – 2.875 votos), Bim da Ambulância (PSDB – 4.052 votos) e Cláudio do Mundo Novo (PROS – 3111 votos) estão entre eles.

Contudo, a força em Venda Nova não foi suficiente para elegê-los. Conforme o Norte Livre mostrou, apenas Mário Henrique Caixa (PV) e Leandro Genaro (PSD) conseguiram ser eleitos na regional. Eles têm, historicamente, votação expressiva nas 38ª e 334ª zonas eleitorais.

Confira os números abaixo:

 

Câmara 

Entre os concorrentes às cadeiras na Câmara dos Deputados, a maior votação em Venda Nova ficou por conta do candidato Eros Biondini (PROS). Fundador da comunidade católica Mundo Novo, sediada no Bairro São João Batista, ele teve 8.563 votos na região.

Vereadora de BH mais votada em 2016, Áurea Carolina (PSOL) mostrou sua força na capital novamente. Ela chegou à Câmara com 7.085 contribuições oriundas de Venda Nova.

Em terceiro lugar, em Venda Nova, veio o candidato Luiz Henrique da Luiz Vidas (PRTB). Influente na região, ele reuniu a preferência de 6.502 eleitores em VN, mas não conseguiu ser eleito.

Confira o ranking:

Senado 

A corrida para representar Minas Gerais no Senado se apresentou apertada desde as pesquisas de intenções de voto. A apuração final mostrou quatro candidatos separados por pouco mais que 5% dos votos válidos: os eleitos Carlos Viana (PHS) e Rodrigo Pacheco (DEM), além de Dinis Pinheiro (SD) e Dilma Rousseff (PT).

Ao contrário do restante do estado, o quadro se apresentou amplamente dominado pelo jornalista da Rádio Itatiaia. Com 110.824 votos, Viana liderou a votação em Venda Nova com enorme vantagem sobre os concorrentes.

Também eleito, Rodrigo Pacheco recebeu a colaboração de 51.892 eleitores na região. Dinis Pinheiro e a ex-presidente Dilma tiveram 43.619 e 28.616 votos, respectivamente.

Veja os dados:

Governador

Semelhante ao que aconteceu em todo o estado, Romeu Zema (NOVO) liderou a votação nas 38ª e 334ª zonas eleitorais. O vencedor do primeiro turno teve 66.470 votos na região.

O ex-governador mineiro e atual senador, Antônio Anastasia (PSDB), teve o apoio de 48.715 eleitores em Venda Nova. O atual governador Fernando Pimentel (PT) ocupou a terceira colocação com 25.485 votos.

Observe como ficou a classificação:

Presidente

Assim como no restante da capital, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi o mais votado da região, com 100.527 votos, 56,75% dos votos válidos. O pedetista Ciro Gomes ficou com o segundo lugar, ao contrário do cenário nacional, tendo a preferência de 28.448 eleitores (15,97% dos válidos).

Ciro ficou ligeiramente à frente do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Garantido no 2º turno junto a Bolsonaro, o candidato teve 26,6 mil votos em Venda Nova e região, com 15,06% dos votos válidos.

A quarta posição na região ficou com o empresário João Amoedo (NOVO). Ele teve 5.971 votos válidos (3,31%) em Venda Nova, contra 5.514 eleitores (3,15% dos válidos) de Geraldo Alckmin (PSDB).

Marina Silva (REDE) garantiu a quinta colocação, com 2.731 votos. Ela alcançou 1,56% do eleitorado válido em Venda Nova e região. Brancos e nulos somaram 20.241 votos no território em análise e foram opção de 10,2% dos eleitores.

Veja abaixo todos os números:

 

Curta e compartilhe nas redes sociais
4Shares