Câmara Municipal enumera ações para evitar proliferação de escorpiões em Venda Nova. O treinamento de profissionais de limpeza urbana está entre elas. Foto: reprodução/Pixabay.
Câmara Municipal enumera ações para evitar proliferação de escorpiões em Venda Nova. O treinamento de profissionais de limpeza urbana está entre elas. Foto: reprodução/Pixabay.
Advertisement

Por Gabriel Ronan

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e da Gerência de Controle de Zoonoses (GERCZO), promove uma campanha educativa contra a proliferação de escorpiões na sede da regional Venda Nova. Localizado na Rua Padre Pedro Pinto, 1.055, no centro da região, o prédio tem convivido com o problema neste ano, o que cria complicações por ser um lugar de grande circulação de pessoas.


Leia também

De acordo com a PBH, o objetivo da ação se dá no alerta da “população sobre o perigo do descarte irregular de resíduos, que atrai animais peçonhentos e outros causadores de doenças”. Para isso, técnicos dialogam com moradores e comerciantes próximos a sede da regional, para reforçar dicas e orientações.

O problema foi noticiado pelo Jornal Norte Livre no último dia 3. Na época, se destacou um ofício, por parte do vereador Pedro Bueno (Pode), protocolado em abril. O documento gerou uma série de indicações para diminuir os riscos do escorpião em Venda Nova e um visita técnica, por parte Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH), que foi realizada em 13 de junho.

Com isso, foi proposto o treinamento dos funcionários de limpeza urbana da capital, para que eles possam capturar o maior número de escorpiões. Além disso, essa medida visa à capacitação desses profissionais, que seriam capazes de proteger a população com maior segurança.

Outra indicação da Câmara gira em torno de uma parceria entre o Programa Saúde na Escola (PSE) e os 200 mil alunos da rede municipal. Assim, os estudantes ficariam conscientes dos cuidados em relação ao escorpião, além de serem estimulados a notificar a Gerência de Controle de Zoonoses sobre possíveis ocorrências.

Segundo o gerente de Limpeza Urbana de Venda Nova, Clarício Tolentino de Aguiar o lixo é o principal culpado pelo problema.

“A sujeira é um excelente esconderijo para os escorpiões. Por isso, precisamos da ajuda da comunidade no sentido de não acumular entulho em lotes, jamais jogar resíduos em vias públicas e não descartar o lixo da coleta domiciliar fora dos dias e horários estabelecidos para o serviço”, explica.

O alerta do cidadão sobre problemas com escorpiões deve ser feito pelo número 156 – a Central de Relacionamento Telefônico da PBH

Curta e compartilhe nas redes sociais
18Shares